domingo, 20 de abril de 2014

Controle da raiva


Quando comecei esse blog, inicialmente, meu diagnóstico era depressão moderada e ansiedade generalizada. Eu sabia que havia algo de muito diferente comigo, mas não entendia o que. Ao final de 2014 foi confirmada que todos meus sintomas e graves crises, na verdade, eram parte do que a psiquiatria chama de transtorno da personalidade borderline e, enfim, a partir de 2015 eu pude encontrar o tratamento correto


A raiva é um sentimento, para mim, muito difícil de controlar, por isso eu tenho feito tratamento com psiquiatra e psicólogo, mas mesmo assim ainda sinto dificuldades em controlá-la. Eu torço muito para que meu tratamento dê certo agora ou eu não sei o que pode acontecer comigo. Eu sinto que cada dia mais a raiva cresce silenciosamente como um animal prestes a atacar. Atacar quem? Eu espero que não seja outra pessoa e sim a mim mesma, porque eu jamais me perdoaria em agredir fisicamente alguém. 

Estar escrevendo agora é uma dessas tentativas inúteis que eu faço para não explodir, mas a minha vontade agora é de sair pela rua gritando e chorando, pois é uma dor que eu não consigo explicar, só sei que dói e é muito profundo. Tem horas que eu fico bem cansada de ter esse problema, e queria muito não ter ninguém morando comigo para ter de lidar com isso, eu me sinto um peso e ao mesmo tempo me sinto na obrigação de melhorar logo. É muito difícil viver assim... Eu tenho bastante "inveja" das pessoas que mesmo numa situação descontrolada conseguem se manter firmes, podendo até se alterar um pouco, mas sem perder o controle. Eu SEMPRE acabo perdendo o controle, e só me dou conta DEPOIS que eu já agredi meio mundo. 

Exatamente agora eu queria sumir. Queria estar em outro mundo, sozinha, somente eu e minha raiva descontrolada, talvez um revólver, quem sabe uma corda, algo que acabasse de uma vez com isso. Sim, eu sei que é um pensamento forte e irracional, mas eu não posso negar que é o que eu mais quero. Eu não quero chamar atenção, não quero amor, não quero nada do que os "normais" querem, só quero poder controlar o que eu sinto sem agredir ninguém... É muito ruim perder o controle de uma parte sua... Eu não desejo isso para ninguém... Nem às pessoas que eu odeio. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sinta-se a vontade para comentar, apenas não seja grosseiro.
Se quiser me escrever, envie e-mail para blogenlouqueser@gmail.com , mensagens hostis/sem propósito não serão respondidas.

Pesquisar este blog