sábado, 5 de abril de 2014

Insônia ou efeito colateral?


Quando comecei esse blog, inicialmente, meu diagnóstico era depressão moderada e ansiedade generalizada. Eu sabia que havia algo de muito diferente comigo, mas não entendia o que. Ao final de 2014 foi confirmada que todos meus sintomas e graves crises, na verdade, eram parte do que a psiquiatria chama de transtorno da personalidade borderline e, enfim, a partir de 2015 eu pude encontrar o tratamento correto.

 


Eu nunca tive problemas para dormir, aliás eu sempre dormi até demais. Ano passado eu tive o que eles chamam de insônia terminal que é acordar de hora em hora, isso diminui em muito a qualidade do sono, porque você não descansa realmente. Mas isso passou e eu havia voltado a dormir minhas 9 as 10 horas... 
Agora as coisas estão mudando. Desde que eu comecei a fazer meu tratamento eu tenho dormido 6 horas ou menos por dia, acordo as cinco da madrugada e não consigo mais fechar os olhos, minha energia está lá em cima e minha criatividade também. Isso não seria um problema exceto pelo são 5 horas da madrugada de um sábado... e eu estou de férias. 

Acredito muito que esse seja um efeito colateral do rivotril, pois quando passa o efeito eu realmente fico mais enérgica, só que não dura muito tempo, e é uma fase muito desconfortável como eu disse na postagem anterior. 

Dormir pelo menos oito horas é muito importante para o cérebro reorganizar as ideias, o sistema imunológico fortalecer e repor as energias, quando a gente não dorme direito tudo fica desorganizado dentro da gente e a qualidade de vida diminui, por isso, se você não consegue dormir pelo menos oito horas procure um médico para verificar o que está acontecendo. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sinta-se a vontade para comentar, apenas não seja grosseiro.
Se quiser me escrever, envie e-mail para blogenlouqueser@gmail.com , mensagens hostis/sem propósito não serão respondidas.

Pesquisar este blog