terça-feira, 1 de abril de 2014

O tabu do suicídio


Quando comecei esse blog, inicialmente, meu diagnóstico era depressão moderada e ansiedade generalizada. Eu sabia que havia algo de muito diferente comigo, mas não entendia o que. Ao final de 2014 foi confirmada que todos meus sintomas e graves crises, na verdade, eram parte do que a psiquiatria chama de transtorno da personalidade borderline e, enfim, a partir de 2015 eu pude encontrar o tratamento correto

O tema suicídio é sempre envolto de muito tabu, piadas veladas e desinformação. Quase ninguém quer falar sobre isso, mas as estatísticas são assustadoras. Se é uma grande causa do número de mortes, então porque a mídia e as pessoas não falam sobre o assunto? Parece que todo mundo foge e tem medo de falar sobre isso, mas quando acontece todos ficam chocados. 

Porque uma pessoa tira sua própria vida? Eu realmente posso te dar milhões de respostas e todas elas seriam lógicas e racionais, mas não é a saída para o problema de ninguém. As pessoas fazem isso porque desejam parar de sentir dor. Aquela dor que não é visível, mas parece estar em todos os lugares do corpo e da mente. As pessoas fazem isso porque querem que a voz em suas cabeças se calem, a voz da culpa, da raiva, da solidão e do julgamento. Elas fazem isso porque vivem 24 horas com um torturador dentro de suas mentes e nenhum ser humano em sã consciência consegue suportar isso por muito tempo.

Claro que o suicídio não é a melhor saída. Isso a gente sabe. Mas o que fazer quando a dor fica insuportável? Eu tive uma dessas crises hoje. Eu deseja morrer, queria que aquela dor parasse de sangrar. Mesmo com todo medicamento eu não deixava de senti-la. Parecia não haver outra maneira.

Com todas as forças que me restavam eu pedi ajuda para a minha família, eu precisava conversar, eu precisava tirar aquela angústia de dentro de mim. Eu tentava me convencer de que era um efeito dos remédios, mas, no fundo, eu sei que é da depressão mesmo, de qualquer forma, não sou eu, é a minha mente, e ela está doente, e eu não preciso tirar a minha vida, apesar de parecer o mais fácil, mas quando a confusão e o caos toma conta de nossas cabeças eu sei que é quase impossível evitar esses pensamentos e fico triste com quantas pessoas morrem porque não suportam conviver com essas dores. Eu não as julgo, talvez elas não tivessem o tratamento adequado, amigos, familiares ou pessoas que ajudassem em vez de apenas dizer palavras de consolo. Não precisamos de palavras de consolo, precisamos de pessoas que não julguem e nos ouçam, assim como ouvimos as outras pessoas. Precisamos de tratamento medicamentoso, terapia e apoio. 

O sentimento de angustia e a depressão são humanos e deveríamos conversar mais sobre essas coisas em vez de evitar o assunto. Quanto mais informação as pessoas tem, menor a chance de se perder uma vida por causa de uma doença maldita. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sinta-se a vontade para comentar, apenas não seja grosseiro.
Se quiser me escrever, envie e-mail para blogenlouqueser@gmail.com , mensagens hostis/sem propósito não serão respondidas.

Pesquisar este blog