terça-feira, 3 de junho de 2014

E a ansiedade continua...

Foto retirada do site Escola de Psicologia

Quando comecei esse blog, inicialmente, meu diagnóstico era depressão moderada e ansiedade generalizada. Eu sabia que havia algo de muito diferente comigo, mas não entendia o que. Ao final de 2014 foi confirmada que todos meus sintomas e graves crises, na verdade, eram parte do que a psiquiatria chama de transtorno da personalidade borderline e, enfim, a partir de 2015 eu pude encontrar o tratamento correto


O primeiro psiquiatra que eu procurei me diagnosticou com Depressão Grave, Fobia Social e Transtorno de Ansiedade Generalizada, e, apesar de eu até concordar com ele não me dei bem com o tratamento, o Exodus (escitalopram) e nada era a mesma coisa, a única coisa que funcionava era o Rivotril, mas quanto mais eu dizia que o remédio não estava funcionando, ele queria adicionar o Zetron. Aí eu parei o tratamento.

Agora eu tomo "apenas" o Prozac e o Rivotril e tenho obtido melhoras na depressão e na fobia social, porém a ansiedade e a tensão ainda estão em níveis um tanto elevados (já foi pior), e isso ainda me incomoda bastante, principalmente porque a tensão me causa dores crônicas nos braços, ombros e pescoço. 

Eu sinto ansiedade em momentos comuns como assistindo televisão ou caminhando na rua, pois toda as vezes que dou margem aos meus pensamentos, eles me levam a lugares obscuros e temíveis. E lá vamos nós pensar que: "posso morrer a qualquer minuto", "será que aquela pessoa está rindo de mim", "será que eu estou horrorosa!", sempre acompanha alguma desconfiança sobre mim mesma e sobre o outro. Esses momentos diminuíram 50%, e eu me sinto "meio-livre" para andar na rua e viver a minha vida normalmente. Mas ainda há muito que resolver, principalmente com meu passado que ainda me perturba em pesadelos terríveis. 

Minha terapeuta disse que iria chegar a hora de abrir a caixa de Pandora, aquele lugar que só o inconsciente conhece e acho que é agora, vou seguir meus instintos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sinta-se a vontade para comentar, apenas não seja grosseiro.
Se quiser me escrever, envie e-mail para blogenlouqueser@gmail.com , mensagens hostis/sem propósito não serão respondidas.

Pesquisar este blog