sábado, 15 de agosto de 2015

Atualização

Google Imagens


Afundando em um ambiente estressante. É como tenho me sentido ultimamente. Eu caí dentro de uma situação na qual eu não tenho nenhum poder de modificar ou resolver conflitos, porém estou envolvida emocionalmente, e, para alguém 'emocionalmente instável' isso é algo muito, muito ruim. Todos os dias eu digo a mim enquanto tomo meus comprimidos que "vai ficar tudo bem, que ficarei forte, que saberei administrar minhas emoções", mas ao primeiro sinal de instabilidade no ambiente externo, minhas emoções logo me levam ao inferno - e todo mundo que estiver comigo desce ao inferno também. 

Eu sei que as últimas postagens não tem sido muito animadoras. Eu não estou numa boa fase. Como eu disse anteriormente, estou passando por um momento muito estressante na minha vida onde eu não posso fazer nada para modificar porque não é um problema meu, é uma daquelas situações que a gente pode aceitar e ficar revoltado (e não vai adiantar nada) ou aceitar e ficar calado. Eu tenho muita dificuldade em aceitar situações novas e difíceis... e justamente quando eu estava começando a me acostumar com toda meditação, yoga e todo o sistema de crenças e rotina que estava vindo junto com o tratamento novo para a cura da minha doença aparece uma pedra no meio do caminho (e que pedra!)...e pior...eu não tenho o poder de tirá-la do caminho... e quanto mais eu me revolto mais pesada ela fica!... 

Parece que todo o esforço que eu fiz até agora não valeu de nada. E pode ser que isso seja o pensamento 8 ou 80, mas é assim que me sinto agora. Eu não sei mais quem eu sou, nem o que eu quero. Estou completamento volátil. Uma hora eu quero x, no segundo seguinte eu quero y. Um dia eu ajo como uma pessoa a, no minuto seguinte já estou agindo como uma pessoa b. Eu me olho no espelho e já perdi a referência da imagem do outro lado... quem é aquela que me olha? Quem é? E eu tenho que recomeçar tudo outra vez... Exercícios de bioenergética... Meditação... Respiração...Yoga... Anotação de sonho... Quantas vezes mais eu terei de recomeçar? Toda a noite eu pergunto isso ao meu inconsciente e recebo sempre a mesma resposta: o quanto for necessário, o quanto houver força... Isso me dá vontade de continuar, acho que é por isso que eu continuo, sempre tem essa espécie de força propulsora dentro de mim que tem um desejo tão grande de viver, que quer saber o que tem no futuro...

Um comentário:

  1. Sempre leio o que você pública e por isso tomei coragem de abrir um espaço para mim também, como você senti a necessidade de relatar meus piores momentos. Desejo que tenha força e que venha superar esses momentos

    ResponderExcluir

Sinta-se a vontade para comentar, apenas não seja grosseiro.
Se quiser me escrever, envie e-mail para blogenlouqueser@gmail.com , mensagens hostis/sem propósito não serão respondidas.

Pesquisar este blog