sábado, 8 de agosto de 2015

Liberdade...

Google Imagens


Atualização 10/03/2016:  Dia 08 completou sete meses que eu fiquei completamente "limpa".

Dezesseis dias que eu não tomo o clonazepam (Rivotril). Já não sinto mais nenhum efeito da abstinência. Muito diferente das outras vezes quando eu tentei parar de tomar. O que eu fiz de diferente? Sinceramente, eu não sei, mas desconfio que o meu psiquiatra tem algo a ver com isso.

Na primeira consulta que eu tive com meu psiquiatra ele me falou que o clonazepam é o pior medicamento para quem tem o diagnóstico de transtorno da personalidade borderline porque para quem sente um vazio tão grande quanto esse, um medicamento como o clonazepam é muito perigoso, afinal você toma, e magicamente esse vazio passa, some, entra numa realidade paralela e você vira um bobo alegre e se sente nas nuvens, em um lugar onde nada te machuca e tudo fica tão... bom... até o efeito passar...e o vazio volta tão dolorido (ou mais) do que antes, dando um tapa bem dado (e real) na sua cara, te lembrando que um remédio tão pequeno não vai resolver seu problema. Mas o remédio é tão...bom. Você quer que o vazio suma. Por favor. Só quer que a dor acabe. Chega de sofrimento. É tão simples. Destaca o remédio, engole, puff, sumiu. E assim começou meu inferno. O que começou com 0,5 mg, terminou com 4 mg por dia ou mais. A dor precisava parar...

Então esse mesmo psiquiatra me mostrou o bloco da receita do clonazepam e disse que raramente ele tirava uma folha dali e tirou uma para mim. Foi aí que eu caí na realidade. Eu tinha ido até lá principalmente pela folha, para continuar mentindo para mim mesma que o clonazepam resolvia alguma coisa, mas não só ele piorava o meu quadro como não servia para nada. Nunca serviu. E no dia seguinte eu diminui, fui reduzindo a dose, até parar de vez. E aqui estou eu, dezesseis dias depois de tomar o último comprimido. Os primeiros quatro dias são os piores. Eu sofri com a abstinência: frio e calor ao mesmo tempo, tremores, enjoo, ansiedade alta e taquicardia. Depois tudo isso diminui até que parei. Mas não se engane...isso varia muito de pessoa para pessoa e depende da dose que a pessoa toma e por quanto tempo a pessoa tomou...Eu não deixei de ter borderline por que parei de tomar o clonazepam, aliás é muito mais difícil passar pelos momentos de desregulação emocional sem "droga" para me esconder, mas eu tenho que fazer o que tenho que fazer. Superar um vício exige muita disciplina e só eu sei o quanto tem sido difícil, porém é libertador não depender mais de um comprimido. 

PS: Outra coisa que eu gostaria de deixar claro é que o rótulo de 'borderline' só é importante para o psiquiatra. Ele precisa saber os medicamentos certos. Fora ele, pode tirar o rótulo fora e me chamar pelo nome, ok? Fora isso, eu sou um ser humano com uma desregulação emocional e uma dor. Qualquer pessoa está sujeita a isso. Qualquer pessoa está sujeita a ter um vício, um surto psicótico, um surto de raiva... Eu não escrevo apenas para borderlines. Eu escrevo para pessoas que se interessem em me ler. Simples assim.

22 comentários:

  1. Fico feliz que esteja buscando outras formas de tratar e que tenha conseguido se livrar do rivotril. Eu tenho tomado diariamente e chegam a ser 12 a 15 gotas por dia (que deve dar 1,2 a 1,5 mg). Antes o remédio me deixava grogue mas agora apenas me deixa mais calmo mas nem com sono eu fico mais. E para não deixar isso piorar estou pensando em começar a reduzir as doses até parar de vez.

    por isso, a dúvida: como vc fez no seu processo de desmame? Qual foi sua taxa de redução diária/semanal? Só para eu ter uma ideia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Desabafo, eu comecei a primeira semana com 2 mg, depois a segunda semana com 1 mg, depois a terceira com 0,5 mg, a quarta com 0,25 mg em dias intercalados até parar completamente. Os primeiros quatro dias sem medicamento são horríveis, depois foi melhorando até que eu não senti mais nada =)

      Excluir
  2. Nunca comentei nada no seu blog, mas acompanho cada postagem. Parabéns pela coragem de expor sua vida e, através disso, de ajudar outras pessoas que também sofrem com transtornos mentais. como eu. Adoro seu jeito de escrever e de colocar seus sentimentos em palavras. Tenho certeza de que você alcançará a cura. Desejo muita força e perseverança nesse processo árduo.

    ResponderExcluir
  3. Parabéns!!! Que felicidade saber que conseguiu.

    ResponderExcluir
  4. Parabéns pela iniciativa e gratidão por compartilhar sua experiencia. Gostaria muito de saber por quanto tempo você tomou o Rivotril. Estou tomando há mais de 10 anos e já tentei desmamar várias vezes, ainda sem sucesso. Estou em mais uma tentativa e ao ler suas publicações, ainda creio que conseguirei ficar longe desta droga. Se puder me responder por quanto tempo você tomou, lhe agradeço!

    ResponderExcluir
  5. Obrigada pelo comentário. Você vai conseguir sim, tenho certeza! Eu tomei por quase quatro anos!!

    ResponderExcluir
  6. Oi estou hoje a exatamente 8 dias se o clopam e estou confiante que vou viver em um mundo real,sinto dores de ouvido,de cabeça,tenho chorado muito ja pensei em matar e me matar,ja tive vontade de sair andando e em algumas horas caio na real e me sinto idiota e me arrependo de alguns atos mas estou confiante que vou conseguir vencer.
    tenho apenas 34 e ja a quatro anos nisso ja perdi muito.Tudo começou com TPM,descontroles tinha meus motivos mais parece que nenhum Psiquiatra receita exercicios fisicos ou outros meios.
    Estou na internet procurando por relatos como o seu para ter forças para continuar,sei que ainda vai doer mas acredito que vai passar,tenho medo do que minha mente pode me aprontar por falta do pam e fico o tempo todo me policiando,estou de ferias e éo tempo que tenho para recuperar meu estado normal,quero chorar sim,chega de me esconder das desilusões atras de remedio e ainda mais um remedio que só me deu
    uma tarja na testa de louka.Vu provar p mim mesma que tenho forças e seu blog só ajuda.bjsssss

    ResponderExcluir
  7. Tomo isso a 3 anos mas o meu comprimido é de 2mg, estou pensando em desmamar mas tentei e no quinto dia quase enlouqueci.temho dores terríveis no peito e muito dor após comer..comecei a tomar depois de ser acertado pela síndrome do pânico....que bom que conseguiu

    ResponderExcluir
  8. ola boa noite, vim aqui dividir e tb tirar algumas duvidas se for possivel alguém poder me ajudar.
    bom tomava 6mg de bromazepan e 2 mg de clonazepan, um serto dia me peguei sem receita e sem medico para me receitar os medicamentos..
    com mt custo uma medica do SUS me receitou o clonazepan, ela falou a eu estava com dosagem mt alta e pediu pra a eu escolhece um, fiquei com o clonazepan.
    deste dia em diante foi um inferno, sentia odio de todos, um nervoso q nao cabia em mim, sentia muita agunia pânico, medo de morrer, muita insonia msm tomando 2mg de clonazepan..
    e muitas outras coisas q não sei nem definir..
    nunca tive a curiosidade de pesquisar sobre estes remedios, acreditando ser a melhor coisa pra mim..
    foi quando achei este blog e vi que muitas coisas q sentia, como perda de memoria era devido a todos estes remedios..
    foi ai que descidi para com eles de uma vez,antes q eles acabem comigo..
    comecei o desmame com 1mg por 15 dias, depois 0,5 por mais 15 dias, e agora estou com 0,25 mg.
    estava até suportando tudo com muito sacrifio, mas estava conseguindo, mas de uma semana pra cá, estou sentindo mt palpitaçao no peito, meu coração parece estar bastante acelerado, mas vejo q os batimentos estão normal..
    me sinto cansada, e como se eu fosse ter um ateque no caraçao...não sei explicar muito bem, mas quem puder me ajudar, eu queria saber se isto tb é sintomas da abstinecia ou não...
    Estou desisperada preciso saber pra que eu possa continuar a largar desses remedios de uma vez..
    abraços a todas.

    ResponderExcluir
  9. Meu médico me passou o seguinte desmame tirar uma gota por mês eu tomo 16 gotas já tentei tirar de vez não deu,dessa vez vou fazer certinho tomo esse medicamento a um ano.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, obrigada por comentar, faça exatamente como seu médico orientou, é possível se libertar completamente da dependência, eu não tomo mais até hoje! =) Força!

      Excluir
  10. Olá! Sou mais uma desesperada com a abstinência do Rivo!! Comecei a tomar em abril do ano passado 2mg, qdo tive dengue... E há um mês resolvi parar pq já não me tirava a angústia. Fui a um psiquiatra que me disse pra parar pq era mto forte e me receitou outras formulas pra substituir... Bupropiona, citalopram, alprazolam e haloperidol... No começo me dopou, dormia em pé... Esquecia das coisas... Liguei pra ele 15 dias depois dizendo como estava e ele me disse que eu deveria estar ótima em 3 dias e me passou a metade da dose... Faz 23 dias que estou tomando esse medicamento e me sinto péssima, parece q não tenho mais controle de mim, não me reconheço mais, sinto tontura, sudorese, tremor, dor muscular, taquicardia, pânico, boca seca, memória fraca, angústia, dor de cabeça... Preciso da minha vida de volta!! Tenho 38 anos, 3 filhos... Tá me atrapalhando no trabalho... Alguém sabe me dizer quanto tempo dura essa abstinência??? Vi que vc falou q fez o desmame e que em 4 dias já estava melhor... Faz 23 dias que não tomo e me sinto péssima... Medo de morrer!!! Me ajudem!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá... os primeiros quatro dias foram horríveis, depois foi para o nível "ruim". Após uns dois meses é que caiu para "regular". Na verdade, a abstinência varia de pessoa para pessoa, o tempo que tomou. Tem que seguir a risca o que o médico pediu e infelizmente é sofrido mesmo, pois a dependência é física, mas depois vale a pena. Força e boa sorte.

      Excluir
  11. Tomo rivotril 2mg a 5 anos .Como está difícil deixar.Peço ajuda

    ResponderExcluir
  12. Oi Michele!
    Vc parou e dorme normalmente?
    Tô na reta final do desmame e minha impressão é que não vou dormir nunca mais. Muita insônia...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá! Eu realmente passei por alguns momentos de insônia, porém meu tratamento é para transtorno borderline e meu psiquiatra teve que iniciar um antipsicótico que me dá muito sono, por isso eu não tive mais esse problema para dormir.

      Excluir
  13. Olá, tomei por 2anos e meio... ja estou em uma gota por dia, o sono perdeu qualidade, mas estou bem, gostaria de uma dica, como agir no proximo mês. Obrigado.

    ResponderExcluir
  14. Boa noite amigos tenha calma estou s medicação a 10 dias sinto sim abstinência física. Meu e mas gastrointestinais e bolo na garganta.vcs irão consegui muita força e coragem.abração!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Graças a Deus conseguir me livrar dessa medicação sozinha não fiz desmame, hoje durmo normal sem o calmante, tomei um ano.

      Excluir
  15. Boa tarde,realmente TD a vcs vem falando a estão sentindo é abstinência do rivotril e etc... É muito difícil eu comecei a tomar tem cinco anos, por ter tido síndrome do pânico.gracas à Deus tenho sono até demais,durmo bem e acordo bem,mais como fiquei sem receita para comprar fiquei sem tomar, aí pronto me deu tudo de ruim,calafrio,taccardio,tremor,uma hora um suador horrível outra hora um frio, parecia q iria morrer.mais estou aq vou ao médico amanhã conversar com ele para ver oq ele me diz.

    ResponderExcluir
  16. Parabens pelo seu blog!
    Tomo Rivotril de 2 mg a 16 anos e meu metico mandou eu parar aos poucos com ele tirando 1 quarto por vez e eu comecei a diminuir, tomei 3 quartos por duas semanas passei mal mas quando fez duas semanas que tinha diminuido ja estava melhor e então tirei mais 1 quarto e as duas semanas ja tinha passado e continuava sentindo crise de ansiedade, tristeza, desanimo, medo de algumas coisas, insonia, meu medico disse que é tudo psicológico e ja fais uns 60 dias que estou assim, gostaria de saber a sua opinião que ja passou por um problema parecido, tudo que estou sentindo de ruin vai passar ainda ou é melhor eu voutar a tomar as duas mg que ja tirei?Tenho transtorno bipolar, se você for responder a minha pergunta gostaria que respondesse nesse email se for possível ( wilsonanzolin05@gmail.com )

    ResponderExcluir
  17. Olá pessoal! Venho aqui deichalos o meu comentário, também tomei o clonazepam por uns longos anos,mas agora estou na abstinência do mesmo,os sintomas são bem Ruin mesmo,eu sinto uma grande insônia passei a noite em claro e no momento hoje as 15:37 da sinto uma grande vontade de dormir mas ão fechar os olhos a minha mente não se apaga,mas sei que vou vencer esse mal.eu tomava 2'5 ml.e se vc está na abstinência fique firme q isso passa.

    ResponderExcluir

Sinta-se a vontade para comentar, apenas não seja grosseiro.
Se quiser me escrever, envie e-mail para blogenlouqueser@gmail.com , mensagens hostis/sem propósito não serão respondidas.

Pesquisar este blog