domingo, 1 de novembro de 2015

Blogagem Coletiva - 3 maneiras de lembrar

**ALERTA: essa postagem é diferente das outras e faz parte de uma blogagem coletiva. ***

Essa postagem deveria ter sido publicada ontem, mas eu não tive tempo, então me desculpem o atraso. Como sempre, vou acabar personalizando a postagem.


Existem várias coisas que nos trazem à memória épocas que vivenciamos. Músicas, livros e fotos são algumas das mais poderosas maneiras de lembrar momentos importantes.

Agradeço em especial a Francine do blog Mundo da Francine pela indicação a responder essa blogagem, e peço desculpa pelo atraso. =)
1. Uma música que marcou uma época


Vai ser muito difícil responder essa (ou qualquer outra) porque eu mudo muito, rapidamente, a todo instante, e a música é algo que faz parte de mim como um membro do meu corpo quase. Por exemplo, eu durmo ouvindo um CD de música relaxante, mas, ás vezes, dependendo do meu humor, eu ouço blues, e acordo com outro humor, mais deprimida, ou mais alegre - a música tem o poder de definir ou mudar completamente meu humor. Agora me perguntar 1 música que marcou uma época, aí fica difícil. Quando eu gosto de uma música, fico meio obsessiva por ela, escuto dez, quinze vezes seguidas até enjoar, e deixar de lado, a não ser que eu adore o cantor ou a banda (tipo Foo Fighters)... então, eu vou responder uma banda que marcou (e ainda marca) época foi o Foo Fighters porque, na minha adolescência, foram as música deles que fizeram com que eu aguentasse firme as primeiras crises borderline (que ainda não havia sido diagnosticado).
2. Um livro que te fez pensar





Outra difícil. Eu leio muito, vários livros, o tempo inteiro. Os primeiros que eu me lembro que me fizeram pensar foram os do Shakespeare, mais especificamente Hamlet, pela linguagem sensível e dramática; eu questionava muito a vida e a morte e o porquê da existência e se eu realmente devia existir; mas todo livro que eu leio deixa uma impressão em mim, me constrói um pouco, eu meio que sou possuída por ele, também é difícil dizer um livro que não tenha me feito pensar. Um que mudou radicalmente o meu modo de ver a vida foi Subliminar do Leonard Mlodinow, pelo modo como ele descreve o inconsciente (não é uma linguagem leiga) e ao mesmo tempo que ele é científico, ele também tem o cuidado de não ser determinista, radical, eu gosto dessa combinação em uma pessoa.
3. Uma foto que faz você ficar nostálgico



Eu não suporto minhas fotos de adolescente, sinceramente, eu ainda odeio todas elas, e se pudesse eu as queimava, mas sei que isso ainda são questões que devem ser tratadas em terapia (aqui é meu espaço e eu posso falar isso, certo?). Mas eu já estou tratando a questão da Michele-bebê e da Michele-criança e essas fotos já não me assombram mais, então essa foto de quando eu era bebê me deixa emocionada. Eu penso o tanto que eu já sofri, conquistei, lutei, eu estou lutando demais para salvar minha vida, que não deixa de ser a vida dessa bebê, essa bebê se transformou na adulta que eu sou hoje e olha o tanto de esforço que eu tenho feito para me salvar. Eu fico emocionada, pela primeira vez, por estar sendo tão forte por mim mesma. 

Eu devia indicar blogs, mas geralmente eu não faço isso, quem quiser fazer a blogagem, fique a vontade!

2 comentários:

  1. Oi Michele!
    Gostei de te conhecer um pouquinho mais através dessa blogagem.
    Sabe que eu tive uma cadeira igual a sua aí da foto?! Apenas era vermelha.
    Beijo!

    ResponderExcluir
  2. Ah menina! Amei tua participação!
    Foo Fighters tem umas músicas bem legais... E cara! Também sou movida a música. Meu celular tem várias listas, uma com mais calmas, uma para me exercitar (ritmo bem dançante), outra para alegrar o dia, outra para refletir nas letras... Mas quando estou muito depressiva, me afasto das músicas, não entendo o motivo. Estranho, né?!
    Quanto ao livro, já estou com vontade de ler! Mais um pra minha lista... rs
    E pra mim foi difícil escolher um livro só, confesso...
    Eu tenho uma foto parecida com essa, de quando era bebê...
    Vc era muito fofa :)

    Abração da amiga Fran,
    http://nomundodafrancine.com.br

    ResponderExcluir

Sinta-se a vontade para comentar, apenas não seja grosseiro.
Se quiser me escrever, envie e-mail para blogenlouqueser@gmail.com , mensagens hostis/sem propósito não serão respondidas.

Pesquisar este blog