terça-feira, 17 de maio de 2016

Carta para Borderline #3


Carta #1 e Carta #2
 
"Border, Border,

Que bagunça você faz, não? 
Eu estou em crise depois de 20 dias "normais". Você sabe, instabilidade emocional é o meu "normal", crise não. Crise do tipo "não sei mais o que estou fazendo", "não sei quem eu sou", aí já é um pouco demais, não acha? Não, claro que você não acha. Você deve se divertir aí dentro. Eu olhei no espelho hoje e não vi meu odiável reflexo, eu vi você. Vi uma face vazia, sombria, esquelética e mortal. Eu também te odeio agora. 

Quando nós dois nos emaranhamos, é um caos. Somos uma coisa indefinida, sem propósito. 

Eu deveria ter sido capaz de ver os sinais de que você estava se aproximando de mim, mas eu não vi. Estava tão preocupada em fugir da dor que você é capaz de me provocar que não fui capaz de diminuir o impacto que você está me causando agora. Eu pareço estar andando em um terreno tão instável quanto eu e, a qualquer momento, o chão irá se abrir e cairei, eternamente, no vazio. É assim que você faz me sentir. Qualquer movimento meu e minha sanidade estará perdida - ou quem sabe a minha vida. 

Eu não gosto de parecer um monstro, alguém perigosa ou alguém de quem se deve manter distância, eu não sou, de verdade, assim. Eu sou só um ser humano, por que fazer isso comigo? Porque? Eu sei, jamais terei nenhuma resposta para minhas perguntas, mas essa não é a pior parte de tudo isso...

A pior parte é me sentir impotente diante de você. É ser um mero fantoche nas suas mãos invisíveis enquanto todas as outras pessoas veem uma imagem distorcida, desesperada e descontrolada de mim. E você, eu tenho certeza que se diverte aí dentro. Por algum tempo você se diverte. Logo depois sou abandonada no vazio...até mesmo por você. 

Sei que a partir do momento que você entra em cena, eu não posso fazer muita coisa, mas eu apenas escrevi para te dizer que haverá resistência. Enquanto eu respirar, haverá resistência."



3 comentários:

  1. Sempre haverá. O mundo não para. Não podemos parar.

    ResponderExcluir
  2. O autoconhecimento sem dúvidas é uma das faculdades mais difíceis que podemos exercitar, ela é dolorosa em todos os aspectos sem dúvida, porém é também a mais gratificante quando alcançado. Não buscai-vos respostas no mundo exterior e sim em tem próprio âmago.
    Alimenta a tua alma com amor, cura as tuas feridas com carinho. Abastece o teu coração de fé, não a percas nunca. ...Se o achares, segura-o! ... E conhecerás o Universo e os deuses" (Sócrates)

    ResponderExcluir
  3. mundo fechado feridas abertas 😓

    ResponderExcluir

Sinta-se a vontade para comentar, apenas não seja grosseiro.
Se quiser me escrever, envie e-mail para blogenlouqueser@gmail.com , mensagens hostis/sem propósito não serão respondidas.

Pesquisar este blog